Quem corre por gosto não cansa?

Quem corre por gosto não cansa é uma frase que nos habituamos a ouvir dizer e mesmo a dizer.

E o que é que a frase tem a ver com serviço de excelência? TUDO!

Passaram as férias e com elas muitas e boas histórias Top Service para contar.

As férias são sempre aquele período onde existe mais tempo, pelo menos da minha parte, para falar com profissionais Top Service, perguntar-lhes como fazem, qual o seu segredo, que conselho dariam aos outros, etc.

Independentemente do País ou mesmo Continente em que me encontre, de entre todo o tipo de profissionais e respostas, há uma que se repete: É muito importante gostarmos daquilo que fazemos.

Ora cá está mais um dado simples, em matéria de serviço de excelência, que começa a soar a “frase feita” mas que, na realidade, não é.

É um facto que gostar daquilo que fazemos torna tudo muito mais simples mas nem sempre temos essa possibilidade em todo o percurso da nossa vida profissional. Falando por mim, que adoro o que faço, já tive momentos em que não gostei mesmo nada do que fiz!

A questão passa pela decisão de mesmo não gostando do que fazemos, fazer ou não bem feito. E fazer bem feito quando não se gosta cansa mais, ou cansa muito, sem dúvida.

Na sequência da afirmação “quem corre por gosto não cansa”  sempre surgem outras frases como por exemplo “Faz o que gostas e nunca mais trabalhas na vida!”.

Por hoje o convite é para quem não gosta do que faz, sem dúvida, que vai cansar-se mais mas não é fazendo mal feito que irá encontrar a oportunidade de fazer o que gosta.

Quanto à frase título deste artigo, partilho aquela que é, por norma, a minha resposta quando essa frase me é dita em relação a momentos de pico de atividade.

Substituo a frase “quem corre por gosto não cansa” por:

“Quem corre por gosto também cansa, mas muito menos!”

Votos de bom serviço, idealmente, com menos cansaço!

GOSTOU? PARTILHE

Deixe uma resposta

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *